Economia

Governo Regional contra dispositivo electrónico em veículos nas ilhas

  • 25 de Janeiro de 2010
  • 201 Visualizações, Última Leitura a 21 Agosto 2017 às 04:40
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Governo Regional dos Açores propôs ao Parlamento da Região a não aplicação nas ilhas da legislação que determina a instalação e manutenção do dispositivo electrónico de matrícula nos veículos em circulação nas estradas portuguesas.

Embora reconhecendo que o decreto-lei sobre o dispositivo electrónico de matrícula prevê a sua aplicação nos Açores, a iniciativa do Executivo açoriano, a que a agência Lusa teve hoje acesso, defende a sua não extensão ao arquipélago alegando a "inutilidade" na Região do efeito que lhe está associado.

"Não há cobrança de portagens aos utilizadores de infra-estruturas rodoviárias [nos Açores], nem se prevê que venha a existir, ficando assim prejudicada a utilidade ou finalidade do dispositivo electrónico de matrícula", sustenta a proposta do Governo Regional, alegando que, pelo contrário, "não é aceitável onerar os cidadãos e as empresas da Região com os encargos inerentes à instalação e manutenção de um dispositivo que se revela inútil".

"Não sendo actualmente possível tirar qualquer efeito do dispositivo electrónico de matrícula nos Açores, afigura-se manifestamente incoerente, injustificado e desproporcionado sujeitar os veículos que circulem na Região à obrigação de instalação e manutenção do dispositivo [electrónico de matrícula].

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos