Economia

Lamas químicas

  • 6 de Maio de 2008
  • 278 Visualizações, Última Leitura a 23 Novembro 2017 às 23:59
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

 

Centenas de toneladas de lamas químicas foram depositadas pelos norte-americanos no solo da ilha terceira entre os anos cinquenta e meados dos anos noventa do século passado – confirmam registos da Base das Lajes a que tive-mos acesso. Trata-se de lamas compostas por hidrocarbonetos, metais pesados e água, que resultam da lavagem dos tanques de combustível que os EUA mantêm na ilha Terceira. Conhecem-se também depósitos de aditivos de chumbo. Em alguns casos as lamas químicas foram derramadas à frente dos tanques. Esta prática foi abandonada e substituída por aterros. Entretanto, nos anos oitenta, movimentações de terra levadas a cabo sobretudo no “tank farm” sobranceiro à Praia da Vitória acabaram por dispersar terrenos contaminados por várias zonas de cultivo e de pastoreio. As lamas químicas têm um alto grau de contaminação, sobretudo porque contêm metais pesados em altas concentrações e infiltram-se no solo com facilidade, devido à mistura com a água das lavagens dos tanques. Os documentos a que tivemos acesso indicam que as lamas químicas produzidas na ilha terceira começaram a ser exportadas para a Alemanha a meados dos anos noventa do século passado. Não há registos recentes de aterros ou despejos.

 

 

 

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos