Economia

Ilha Terceira com investimento de 153 milhões para 2010

  • 22 de Janeiro de 2010
  • 205 Visualizações, Última Leitura a 18 Agosto 2017 às 06:58
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A construção da nova Biblioteca Pública e Arquivo de Angra do Heroísmo, com uma verba inscrita de 10.1 milhões de euros, representa o maior investimento no que diz respeito a equipamentos edificados na ilha Terceira.

Uma análise ao Plano Regional Anual para 2010 ressalva outros empreendimentos para a ilha que, no presente ano, conta com uma verba pública de 153 milhões de euros.

A empreitada de construção da nova Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Angra do Heroísmo, bem como a aquisição de equipamentos representa a obra mais cara da ilha Terceira em 2010.

Além deste, o jornal “a União” recorda os principais investimentos para a ilha que fazem parte do Plano Anual Regional para 2010, e que para o presente ano conta com uma verba pública de 153 milhões de euros – 153.445.223 euros, mais concretamente –, valor sensivelmente inferior ao inscrito em 2009 (de 153.786.918 euros).

Depois da Biblioteca de Angra, segunda obra mais dispendiosa vai para a conclusão da edificação da Escola Básica Integrada (EBI) Francisco F. Drumond, em São Sebastião, com 6.669.830 euros de investimento. Uma obra com conclusão prevista para este ano.

A construção desta escola tem como finalidade “permitir o descongestionamento da EB2,3 de Angra do Heroísmo e evitar a deslocação para Angra dos alunos das freguesias de São Sebastião, da Feteira e do Porto Judeu melhorando as condições de frequência e, consequentemente, o sucesso escolar”, pode ler-se no documento publicado no Diário da República a 8 de Janeiro.

A requalificação do Porto da Praia da Vitória é outra das intervenções que maior investimento absorve do orçamento destinado à ilha Terceira.

3.5 milhões de euros (300.000 do plano e 3.250.000 de outros fundos) é o montante que inclui a construção de um armazém polivalente, rede de incêndios, ordenamento do molhe de protecção, recuperação do elevador do porto, protecção da marginal da zona do parque de combustíveis e reabilitação da obra complementar de abrigo ao terrapleno do Porto de Pescas da Praia da Vitória.

Aeroporto, bombeiros Junta Geral e cruzeiros

A Aerogare Civil das Lajes continua com verbas inscritas de 2.9 milhões de euros para o presente ano. O Plano Regional Anual refere que estas verbas vão iniciar a segunda fase da construção do parque de estacionamento das chegadas e “lançar elaboração do projecto de execução da construção do terminal de carga”, além de assegurar a aquisição de equipamento aeroportuário e dos serviços de manutenção e de gestão das infra-estruturas.

A construção do Quartel de Bombeiros de Angra do Heroísmo, já anunciada para o mês de Janeiro, conta com uma verba de 2.8 milhões de euros.

Enquanto que a remodelação do edifício dos Paços da Junta Geral vai implicar um investimento de 1.5 milhões de euros, a construção de um terminal de cruzeiros no Porto de Angra do Heroísmo já conta com uma verba inscrita um milhão de euros, 150.000 do plano de investimentos da Região e 850.000 de outros fundos.

Lar de idosos na Praia e estradas

Ainda no capítulo dos maiores investimentos orçamentados para o presente ano na ilha Terceira está a remodelação e adaptação de um edifício para lar de idosos na Praia da Vitória, com 950.000 euros e a beneficiação e pavimentação de estrada regionais na Terceira com 940.000 euros.

Com verba indicada estão igualmente outros projectos, como a ampliação da EBI de Angra do Heroísmo, com a construção de um anexo para permitir a transferência de alunos da EB1/JIs da Conceição e Alto das Covas (500.000 euros), construções Universitárias da Terceira e da Horta (572.585 euros), remodelação do edifício da creche e jardim-de-infância na freguesia de Terra-Chã (500.000), parque desportivo da Ilha Terceira 400.000

A beneficiação das instalações da Assembleia com 400.000 euros refere que esta verba está destinada à “reparação do edifício-sede; reconstrução de um edifício da ALRAA, em Angra do Heroísmo”.

A continuação da obra de ampliação do quartel da Praia da Vitória (330.982); as obras de remodelação do Palácio dos Capitães Generais e suas zonas verdes (320.000); a construção de novas instalações para o centro de actividades ocupacionais da Praia da Vitória, em terreno a ceder pela Câmara Municipal (50.000); a criação de centro de dia, centro de convívio e serviço de apoio domiciliário no Porto Judeu (50.000); e a construção de um novo edifício em terreno existente para criação de centro de dia, centro de convívio e serviço de apoio domiciliário no Porto Judeu são outros dos empreendimentos com verbas conhecidas no Plano.

Hospital com obra iniciada

Sem verbas indicadas neste documento estão outras obras, como a construção do novo Hospital da Ilha Terceira, cujos trabalhos já tiveram inicio no terreno; continuação dos trabalhos relativos à construção da I fase do Parque de Exposições da Ilha Terceira; continuação dos trabalhos relativos à construção do novo Laboratório Regional de Veterinária; nova Central Geotérmica da Terceira que tem como data prevista para entrar em serviço 2012; ampliação da Central Térmica de Belo Jardim, e construção da linha de transporte entre as subestações da Geoterceira (SECT) e a da Vinha Brava (SEVB); financiamento da aquisição de duas ambulâncias para a Praia da Vitória; reforço da muralha de suporte da Rua Gaspar Corte Real em Angra; e obras de modernização nas pousadas de Angra do Heroísmo.

Por ilhas, os investimentos desagregados espacialmente, referem que São Miguel é a ilha com o maior volume de investimentos, com 234.495.138 euros, seguindo-se a Terceira (153.445.223), São Jorge (66.429.818), Faial (56.097.581), Pico (54.228.766), Flores (44.526.939), Santa Maria (33.473.366), Graciosa (32.502.650), Corvo (5.777.273), sendo o investimento público global para 2010 de 815.795.029 euros.

Economia com maior investimento

Em termos regionais, a secretaria regional da Economia é a pasta que mais verbas possui, 239 milhões de euros (129 do plano e 109 de outros fundos); seguindo-se a secretaria regional da Agricultura e Florestas com 158 milhões (75 do plano e 83 de outros fundos); a secretaria regional do Trabalho e Solidariedade Social com 137 milhões de euros (47 do plano e 89 de outros fundos); a secretaria regional da Educação e Formação com 72 milhões; a secretaria regional do Ambiente e do Mar com 68 milhões (61 do plano e 7 de outros fundos); a secretaria regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos com 62 milhões de euros (60 do plano e 2 de outros fundos); Presidência do Governo com 31 milhões; Vice-Presidência com 24 milhões (17 do plano e 6 de outros fundos); e por último a secretaria regional da Saúde com um investimento de 20 milhões.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Dois? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos