Economia

Inflação quebra tendência de subida de mais de um ano

  • 13 de Junho de 2016
  • 384 Visualizações, Última Leitura a 17 Setembro 2019 às 23:04
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Taxa média de inflação nos Açores baixou em maio para 1,19% invertendo uma tendência de subida que durava há mais de 1 ano.

A taxa de variação média dos preços dos últimos doze meses desceu de 1,25 por cento em abril para 1,19 por cento em maio, segundo revelam os dados do Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA).

Quebra-se assim na Região uma tendência de subida média da inflação no conjunto dos últimos 12 meses que já durava há mais de um ano, altura em que a inflação média nos Açores começou a subir de um valor quase residual de 0,20 por cento em fevereiro do ano passado até o valor de 1,25 atingido em abril, o mais alto do último ano e meio.

Segundo os dados do Índice de Preços no Consumidor do SREA relativos a maio, as maiores subidas médias da inflação verificaram-se nas classe das bebidas  alcoólicas  e  tabaco (7,64%); das comunicações (4,27 por cento) e da habitação,  água,  eletricidade,  gás  e  outros combustíveis (2,13 por cento).

Pelo contrário, as maiores descidas médias de preço ao consumidor nos Açores no passado mês de maio verificaram-se nas classes  de vestuário  e  calçado (menos 2,69 por cento) e nos transportes (menos 2,51 por cento).

Segundo o SREA, a taxa média de inflação a nível nacional era de 0,60% no passado mês de maio, ou seja , mais de cinco décimas de ponto percentual abaixo da inflação média dos Açores.

A tendência de subida da inflação nos Açores durante o último ano e meio (resta saber se a quebra de maio se vai manter ou se foi pontual) pode ser lida de duas formas.

Por um lado, para o consumidor, é uma má notícia, pois indica uma tendência média de subida do preço dos bens de consumo que fazem parte do pacote de despesas de praticamente todas as famílias e isto numa altura em que o desemprego ainda está elevado nos Açores (ligeiramente acima dos 12 por cento) e a tendência dos salários ainda é a da contenção.

Contudo e por outro lado, esta tendência de subida da inflação média nos Açores no último ano e meio também tem uma leitura positiva, pois pode ser um indicador de retoma da atividade económica e do consumo das famílias, uma vez que quando há a noção de que as famílias não têm poder de compra, é feito um grande esforço para não subir preços.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos