Economia

Dormidas na hotelaria aumentam perto de 60%

  • 16 de Abril de 2016
  • 308 Visualizações, Última Leitura a 18 Outubro 2018 às 00:11
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A hotelaria nos Açores registou em fevereiro um aumento homólogo “expressivo” de 57,2% nas dormidas, 37,8% nos hóspedes  e 58,9% nos proveitos, divulgou o INE.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) realça que “mantendo a tendência dos meses anteriores, em fevereiro a Região Autónoma dos Açores apresentou um aumento assinalável das dormidas (+57,2%)”, salientando ainda que tal como em janeiro, a evolução das dormidas de residentes foi globalmente positiva.

Refere ainda que os mercados externos também apresentaram crescimentos significativos em todas as regiões de Portugal que tiveram um maior impacto nos Açores (+87,4%). Este facto está, segundo os serviços de estatística, associado ao aumento de serviços de transporte aéreo face ao ano anterior.

Em fevereiro, a hotelaria açoriana, registou um total de  63,6 mil dormidas (+57,2%), tendo registado 22 mil hóspedes (+37,8%).

Numa análise por ilha, verifica-se que São Miguel teve 27,3 mil dormidas em fevereiro concentrando 68% do total de dormidas, seguindo-se a Terceira com 5,6 mil dormidas (40,5%) e o Faial com 2,7 mil dormidas (6,8%).

A mesma fonte mostra que nos dois primeiros meses do ano, os residentes em Portugal atingiram cerca de 64,4 mil dormidas (53,3% do total) e os residentes no estrangeiro 56,3 mil (46,7% do total). O mercado alemão com cerca de 13 milhares concentrou 10,8% do total das dormidas e representou, por outro lado, 23,1% das dormidas dos não residentes em Portugal, registando uma variação homóloga acumulada de 7,1%. De janeiro a fevereiro, o mercado norte-americano (EUA e Canadá) com cerca de 16,3 milhares de dormidas representou 13,5% das dormidas totais e 29,0% das dormidas dos não residentes, apresentando uma variação homóloga acumulada de 105,6%.

No total do país,  em fevereiro, registou-se um total de 989,9 mil hóspedes e 2,6 milhões de dormidas, com o crescimento das dormidas a refletir o contributo do mercado interno (+11,3%) e, “de forma mais expressiva”, dos mercados externos (+16,8%).

“O aumento generalizado dos principais indicadores em fevereiro poderá estar relacionado com a situação de instabilidade verificada em destinos concorrentes, a par da implementação de estratégias comerciais específicas, nomeadamente pacotes especiais do Dia dos Namorados e do Carnaval (em 2016 com tolerância na Administração Pública)”, refere INE.

Já os proveitos totais nos Açores neste período subiram 58,9% para 2,4 milhões de euros e os proveitos de aposento cresceram 60% para 1,7 milhões de euros.

Sendo que as ilhas de São Miguel, Terceira e Faial foram as que maior peso tiveram nos proveitos totais, respetivamente com 67,2%, 18,5% e 5,1%.

Conforme nota o INE, “todas as regiões [do país] registaram acréscimos nos proveitos, de maior impacto na Região Autónoma dos Açores (+60,0% nos proveitos de aposento), Norte (+29,9%) e Algarve (+25,4%)”.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos