Economia

Taxa de desemprego diminui para média anual de 12,8 por cento

  • 11 de Fevereiro de 2016
  • 465 Visualizações, Última Leitura a 18 Junho 2019 às 22:52
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

SREA mostra que em 2015 a taxa de desemprego nos Açores diminuiu para uma média anual de 12,8 por cento.

O valor anual  médio  para  2015  da taxa de desemprego  nos  Açores  foi  de  12,8%, o que representa um decréscimo 3,5 pontos percentuais face ao ano anterior em que se tinha registado uma taxa de desemprego de 16,3%.
Segundo o Serviço Regional de Estatística dos Açores revela no Inquérito ao Emprego para o 4º Trimestre,  em 2015, a média anual em Portugal foi de 12,4%, com a Região Autónoma da Madeira a apresentar o valor mais elevado do país com 14,7%, e a região Centro a apresentar o valor mais baixo, com 9,2%.

Já no que diz respeito aos últimos três meses de 2015, a Região  registou uma taxa de desemprego de 12,6%, menos 2,9 pontos percentuais (p.p.) do que no quarto trimestre de 2014 e mais 0,5 p.p. do que no terceiro trimestre do ano passado.

Neste caso, os dados revelam que a nível nacional a taxa de desemprego se situou em 12,2%, aumentando 0,3 p.p. em relação ao trimestre anterior e menos 1,3 p.p. do que no trimestre homólogo. O Centro foi  a  região  que  apresentou  o  valor  mais  baixo  do  país  (9,0%)  e  a  Região  Autónoma  da Madeira foi a região que apresentou o valor mais elevado (14,7%).

Refira-se que o total de desempregados neste trimestre,no arquipélago foi  estimado em  15335  indivíduos,  o  que compara com 14 978 no terceiro trimestre de 2015 e com 19015 do quarto trimestre de 2014.

O Inquérito ao Emprego revela que a  população empregada nos Açores, no último trimestre,  foi estimada em 105992 indivíduos, apresentando um aumento em termos homólogos (2,4% correspondendo a 2474 empregados) e uma diminuição em termos trimestrais (2,2% correspondendo a 2329 empregados).

Acrescenta ainda que a taxa de emprego, no último trimestre foi de 59,4%, enquanto a taxa de emprego total se situou em 51,2%. Este valor foi menor que no trimestre anterior (-1,2 p.p.) e maior em 0,9 p.p. do que o do trimestre homólogo.

Por faixas etárias, revela que a taxa de emprego é mais expressiva na população adulta (onde a taxa mais alta, com 79%, é no escalão dos indivíduos com idade entre 35 e 44 anos) do que na população jovem (19,2% nos indivíduos com idade entre os 15 e os 24 anos).

Na evolução do emprego por ramos de atividade, observa-se que o setor primário diminuiu, quer na variação trimestral, quer na homóloga (11,6% e 14,1% respetivamente). Já os setores secundário e terciário apresentaram aumentos na variação homóloga (2,2% e 5,3% respetivamente) e diminuições na variação trimestral (3,1% e 0,5% respetivamente).


Fonte: Açoriano Oriental

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Nove mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos