Economia

Nota de 20 euros. Há uma deusa a combater os burlões

  • 23 de Novembro de 2015
  • 486 Visualizações, Última Leitura a 23 Março 2019 às 00:19
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Começa a circular quarta-feira e apresenta um elemento de segurança inovador, mas as antigas vão permanecer, não havendo necessidade de serem trocadas.

A nova nota de 20 euros que começa a circular quarta-feira é "mais sofisticada" e com "maior resistência à contrafacção". A imagem da Deusa Europa, que deu o nome ao Continente, é usada no novo sistema de segurança.

A nota da série Europa é do mesmo tamanho que a da primeira série, mantém a cor dominante azul e o desenho representa o mesmo estilo arquitectónico gótico, mas tem um elemento de segurança inovador presente nas notas de cinco e 10 euros já lançadas: uma janela com retrato na banda holográfica.

Reconhecer a autenticidade é fácil, de acordo com Mónica Fernandes, técnica do Banco de Portugal, adiantando que esta pode ser verificada "sem auxílio de equipamentos", bastando seguir a metodologia do "tocar, observar e inclinar" que de forma simples e rápida se pode verificar se a nota é genuína ou não.

"Quando observamos a banda holográfica à transparência ou contraluz observamos no superior do holograma um retrato da Europa, a deusa que deu o nome ao nosso Continente e que dá o nome segunda série de nota de euros", explicou.

Segundo disse à agência Lusa, o lançamento da nova série de nota visa "salvaguardar a integridade das notas de euro e mantê-las actualizadas para que o público continue a confiar nela".

A técnica considerou que as notas tornam-se "mais sofisticadas e com maior resistência à contrafacção", adiantando que a janela holográfica confere "mais segurança e robustez às notas desta denominação, que são das que circulam mais".


Trocar notas só nos bancos

Mónica Fernandes alertou também para o facto de a entrada em circulação de novas notas de 20 euros não implicar que as mais antigas vão deixar de poder ser usadas, frisando que quem quiser poderá trocá-las dirigindo-se a um banco ou a uma tesouraria do Banco de Portugal.

"É importante também dizer que ninguém está mandatado para recolher notas em nome do Banco de Portugal ou de outra qualquer instituição bancária", explicou Mónica Fernandes, sublinhando a necessidade de as pessoas conhecerem a nova nota.

Segundo Mónica Fernandes, as notas contrafeitas que foram apanhadas representam uma "fracção muito ínfima da quantidade de notas de euro que se encontram em circulação". Mesmo actualmente, as notas da primeira série são seguras, os níveis de contrafação são "muito baixos" frisou.

"No primeiro semestre deste ano, a nível do Eurosistema, foram retiradas de circulação um total de 454 mil notas de euro [falsas]. Isto comparado com mais de 17 mil milhões de notas que estão em circulação são valores realmente muito baixos", sublinhou a responsável.

A 25 de Novembro de 2015, data em que será colocada em circulação a nova nota de 20 euros, terão sido produzidas 4,3 mil milhões de unidades desta nota em todo o Eurosistema, 44 milhões das quais na fábrica do Carregado do Banco de Portugal.


Fonte: Rádio Renascença

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos