Economia

Sistema de certificação de rótulos de eficiência hídrica no interior das habitações

  • 29 de Dezembro de 2009
  • 242 Visualizações, Última Leitura a 17 Novembro 2017 às 19:27
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A rotulagem varia entre o “A++”–  mais eficiente, e o “E”– de menos eficiente e poderá ser encontrada chuveiros, autoclismos.

A rotulagem de eficiência hídrica, como sucede nos electrodomésticos, indica o consumo energético destes sistemas e, no início de 2010, será alargada às torneiras de lavatório e de cozinha.

Segundo nota da Associação de Defesa do Consumidor, DECO, o sistema de certificação voluntária abrange já cerca de 70 por cento do mercado nacional de autoclismos: 93 produtos estão certificados, na sua maioria classificados na categoria A.

A classificação é semelhante à dos electrodomésticos. O mesmo se aplica aos chuveiros e sistemas de duche, que representam mais de 30 por cento da média diária do consumo doméstico no nosso país. A eficiência actuará na poupança de água e de energia para a produção de água quente.
 
“O uso sustentável da água nos edifícios passa pela eficiência hídrica dos produtos, atestada através de sistemas de rotulagem”, refere a associação.

“As ineficiências no uso da água nos diversos sectores estão estimadas em 3100 milhões de m3 por ano em Portugal, segundo dados do Programa Nacional para o Uso Eficiente da Água (PNUEA), o que representa 0,64% do PIB. Metade deste valor provém dos sistemas públicos e prediais. Por seu lado, a escassez de água coloca a questão da eficiência hídrica na ordem do dia”.

Cenário, apontam, “ainda agravado com o risco de stress hídrico, que está a aumentar de forma drástica em todo o Planeta. Países como Portugal podem assistir, já em 2025, a situações graves, não só provocadas pelo aumento sempre crescente do consumo de água, como por grandes alterações na disponibilidade e qualidade, influenciadas pelas alterações climáticas”.

“A Associação Nacional para a Qualidade nas Instalações Prediais, entidade sem fins lucrativos, lançou um sistema de adesão voluntária para a certificação e rotulagem de eficiência hídrica de produtos. Este consiste numa classificação escalonada em função do consumo de água apresentado por autoclismos, chuveiros ou sistemas de duche e torneiras.

A iniciativa começou em finais de 2008 com a certificação dos autoclismos, por representarem o principal consumo nas redes prediais”.

 No momento de certificar os produtos, aquela associação avalia a eficiência hídrica, o desempenho do produto e a comodidade de utilização. Nos produtos com possibilidade de regulação pelo utilizador, a certificação pode ser concedida para a posição mais eficiente, desde que tal informação seja clara e inequívoca e colocada junto ao rótulo.

“Ao contrário da certificação energética dos edifícios, a hídrica é voluntária. Mas o PNUEA considera que o sistema deve evoluir para a obrigatoriedade.

Este plano, aprovado ainda em 2005, prevê medidas de apoio fiscal aos cidadãos que comprem equipamentos eficientes do ponto de vista hídrico, às empresas que os fabriquem e também ao sector da construção, no caso de intervenções de reabilitação onde equipamentos pouco eficientes sejam substituídos”.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos