Economia

Região quer autocarros eléctricos

  • 28 de Dezembro de 2009
  • 247 Visualizações, Última Leitura a 23 Novembro 2017 às 23:53
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Governo Regional tenciona passar à segunda fase de renovação da frota das empresas açorianas de transportes colectivos de passageiros, apoiando a aquisição de autocarros eléctricos ou híbridos, mais amigos do ambiente.

Quem o diz é o secretário da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, José Contente, que se propõe atingir aquele objectivo mediante a comparticipação de fundos comunitários.

Ainda este ano, a Secretaria apoiou as empresas do sector concedendo ajudas financeiras para a renovação das suas frotas, ao abrigo do SIRIART - Sistema de Incentivos à Redução do Impacto Ambiental e Renovação das Frotas no Transporte Colectivo Regular de Passageiros. Doravante, o que se pretende é implementar uma segunda fase do SIRIART.

Na verdade, “queremos agora passar a uma segunda fase de renovação da frota, nomeadamente podendo arranjar o SIRIART II, que apoie a compra de autocarros híbridos ou eléctricos”, reafirmou ao Açoriano Oriental.

O Sistema de Incentivos à Redução do Impacto Ambiental e Renovação das Frotas no Transporte Colectivo Regular de Passageiros vai vigorar até 2010.

Mas o Executivo açoriano já está a desenvolver contactos em Bruxelas no sentido de, a partir de 2011, a Região usufruir do novo pacote de financiamento, canalizando esses apoios para as empresas adquirirem novas viaturas.

“Isso é fundamental numa região como a nossa, porque além da menor emissão de dióxido de carbono para a atmosfera, é também um modo de comprar menos petróleo ao exterior e de fazer com que saia menos dinheiro da Região”, salientou.

A concessão de incentivos será depois feita de acordo com o pedido das transportadoras e no respeito pelas regras que a União Europeia aprovar, “na base do nosso pedido”. O secretário da Ciência, Tecnologia e Equipamentos espera que haja “boas consequências”, após a solicitação da Região a Bruxelas.

Aliás, “temos boas indicações” de que assim aconteça, mais não seja porque “a Europa também se preocupa com as taxas de emissão de CO2 para a atmosfera”.

O SIRIART destina-se a todas as ilhas com rede de transportes colectivos de passageiros. “Gostaríamos que, a partir de 2010, a Europa já facultasse aos Açores a possibilidade um novo instrumento financeiro para apoiar as empresas de transportes, mas vamos trabalhar nessa altura para que possa existir a partir de 2011”, acentuou Contente.

O Governo Regional já disponibilizou, no início do ano, mais de 2 milhões de euros a seis transportadoras para aquisição de 20 novos autocarros e de sistemas de informação.

Desse montante, a empresa Varela foi a que recebeu a fatia maior: mais de 800 mil euros. Nessa altura, José Contente desafiou as empresas açorianas de transportes colectivos de passageiros a introduzirem tarifas mais baixas, sobretudo nos passes sociais e intermodais, e a renovarem as suas frotas com autocarros híbridos, mais amigos do ambiente.

Entretanto, o mesmo secretário já fez saber que o Passe Social, uma iniciativa aprovada pelo PS na Assembleia Regional em Junho passado, só deverá entrar em vigor a seguir a Abril de 2010, quando o Governo estiver na posse dos resultados do estudo que irá repensar tarifários, horários e itinerários.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos