Economia

Investimento público nos Açores pode ultrapassar os 780 milhões

  • 2 de Outubro de 2015
  • 612 Visualizações, Última Leitura a 26 Agosto 2019 às 09:04
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Espera-se que em 2016 o investimento público aumente 8% nos Açores. Solidariedade, agricultura e ciência devem registar os maiores aumentos.

A proposta de plano anual de investimento público dos Açores para 2016 ultrapassa os 780 milhões de euros, o que equivale a um aumento de cerca de 8% em relação a 2015, disse, na passada quarta-feira, o presidente do Governo Regional.

De acordo com Vasco Cordeiro, que falava em conferência de imprensa no seguimento da reunião do Conselho Regional de Concertação Estratégica, os maiores aumentos registam-se nas áreas da solidariedade social (20%), da agricultura, das florestas e do desenvolvimento rural (17%), das pescas e da aquicultura (14%), da educação e da cultura (11%), do desenvolvimento do turismo (7%) e da ciência (22%).

No que diz respeito, em específico, ao setor leiteiro, espera-se um reforço de 11,8 milhões de euros: os sete milhões de investimentos que "ocorreriam em circunstâncias normais" - relacionados com a construção dos matadouros do Faial e da Graciosa e o Parque de Exposições da Terceira - e os quase cinco milhões destinados a medidas específicas de apoio à crise provocada pelo fim das quotas leiteiras, pelo embargo da Rússia ao consumo de produtos europeus, pela flutuação dos mercados internacionais e pela retração do consumo, sobretudo na China.

Segundo o governante, que não especificou o montante total do próximo orçamento regional, está ainda a ser trabalhada uma linha de crédito de apoio ao pagamento de juros para aliviar custos financeiros das explorações com empréstimos bancários já contraídos, que pode implicar um custo de 700 mil euros por ano.

Na área da ciência, o aumento de verbas inclui bolsas e investimentos como o Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira, sendo reservados para a "tripolaridade" da Universidade dos Açores 350 mil euros (mais 50 mil do que este ano).

Vasco Cordeiro sublinhou ainda a importância da aposta na qualificação, tendo lembrado que, neste mandato, o desemprego no arquipélago chegou a atingir 18%, estando agora nos 11,3%.

O presidente do Executivo açoriano referiu ainda a importância da atividade turística nos Açores, uma área em crescimento, sobretudo, depois da abertura das ligações aéreas entre a Região e o continente, conforme referiu.

Para identificar a forma como algumas áreas estão a "reagir a um acréscimo de pressão" no turismo, o Governo Regional tem vindo a monitorizar o setor, garantiu.

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos