Economia

Empresas açorianas não podem ir contra a corrente em matéria salarial

  • 22 de Dezembro de 2009
  • 213 Visualizações, Última Leitura a 23 Setembro 2017 às 02:07
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada (CCIPD) abordou, hoje, a questão da revisão salarial para o próximo ano.


Depois de várias reuniões entre a direcção da CCIPD e empresários das ilhas de S. Miguel e Santa Maria com actividade em vários sectores económicos, Mário Fortuna admitiu que existe um consenso sobre os efeitos "imperiosos da crise" nas negociações que serão mantidas, em breve, com os sindicatos para a revisão dos contratos colectivos de trabalho.


O presidente daquele organismo adiantou que "cada empresa tem uma posição própria" sobre a matéria salarial, sublinhando, contudo, que a tendência apurada nos encontros foi de que nesta, como em outras questões, não se "pode ir contra a corrente".


Fortuna recusou-se, no entanto, a comentar a possibilidade de um congelamento de salários nas empresas regionais, no próximo ano.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Nove mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos