Economia

Açores têm excelentes condições para o Canyoning

  • 21 de Setembro de 2015
  • 455 Visualizações, Última Leitura a 23 Setembro 2017 às 21:50
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O director regional do Turismo diz que os Açores estão no ranking dos melhores locais do mundo para praticar Canyoning.

O director regional do Turismo afirmou, em S. Jorge, que os Açores “estão, definitivamente, no ranking dos melhores locais do mundo" para a prática do Canyoning.

João Bettencourt salientou que esse facto “deve-se, uma vez mais, ao sucesso das parcerias estabelecidas entre os sectores público e privado, que proporcionaram a realização nos Açores de encontros internacionais, onde podemos mostrar a todos os participantes as magníficas condições que estas ilhas possuem para a prática desta modalidade”.

O director regional falava na abertura do 2.º Canynoning International Meeting Azores 2015 (CIMA), que decorre em S. Jorge até 26 de Setembro e reúne cerca de uma centena de participantes de diversas nacionalidades, oriundos maioritariamente de mercados considerados prioritários para os Açores, como é o caso da Alemanha, Espanha e França.

O Canyoning, frisou João Bettencourt, “é um dos produtos turísticos que tem vindo a ser estruturado nos Açores e, embora recente, tem vindo a contribuir para a divulgação da Região junto de um nicho de mercado específico, que são os amantes de destinos de natureza e de aventura”.

João Bettencourt salientou que “a procura de eventos como este contribui para a criação de dinâmicas locais, especialmente ao nível do tecido empresarial, ao proporcionar aos empresários a oportunidade não só de mostrarem a qualidade dos seus serviços, mas também de captarem e fidelizarem novos clientes, uma vez que estamos a falar de um perfil de participantes especializados, que valoriza o destino quer pelas condições naturais, quer pela qualidade dos serviços disponibilizados no mesmo”.

“Um evento desta natureza é igualmente importante pelo seu contributo para a estruturação do produto, dado que a sua realização é antecedida por trabalhos que visam melhorar o equipamento das ribeiras e dos acessos às mesmas, pela limpeza dos trilhos e pela colocação de sinalética”, acrescentou.

João Bettencourt destacou ainda como aspecto importante associado à realização deste encontro "a formação dada aos bombeiros de ambas cooperações de S. Jorge, com a colaboração da Protecção Civil dos Açores, versando técnicas de resgate, fundamentais não apenas para a prevenção associada a esta actividade, mas também para outros acidentes que poderão ocorrer na Região”.

“S. Jorge apresenta uma oferta capaz de satisfazer tanto os praticantes autónomos mais aventureiros, como aqueles que pretendem realizar um baptismo, acompanhados pelas empresas de animação turísticas locais, em percursos mais acessíveis, mas sem perder o contacto directo com a beleza natural envolvente”, afirmou o director regional, acrescentando que esta ilha “continua a ter potencial para alargar a sua já ampla oferta de ribeiras, uma vez que ainda existe um número considerável de percursos de água por explorar e por equipar”.

João Bettencourt recordou que o CIMA “é apenas uma de diversas acções programadas na estratégia de desenvolvimento do AZORESNATUR, posicionando-nos como o melhor destino de natureza do País e um dos melhores do mundo”, desejando à organização “o maior sucesso para mais este grande evento para o turismo regional”.

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos