Economia

Macaronésia reúne-se na Terceira para discutir o turismo

  • 15 de Julho de 2015
  • 511 Visualizações, Última Leitura a 16 Novembro 2018 às 17:50
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Vai decorrer nos próximos dias 5 e 6 de outubro, no polo de Angra do Heroísmo da Universidade dos Açores (UAç), um Fórum de Biodiversidade e Turismo que pretende agregar vários agentes e estabelecer diversas colaborações nessas áreas nas regiões ultraperiféricas do Oceano Atlântico, a chamada Macaronésia.

O evento surge na sequência do Fórum Agro-Alimentar que decorreu nos últimos dias 9 e 10 de julho no Auditório da Reitoria da Universidade da Madeira, uma plataforma de discussão na qual a UAç participou e que pretendeu ser um estímulo ao "crescimento sustentável da economia", à "internacionalização das PME" e à "criação de emprego de qualidade", segundo um comunicado sobre o evento.

A DI, o professor universitário David Horta Lopes, um dos intervenientes da UAç naquele fórum, diz que a participação, como sócios desta Plataforma Tecnológica da Macaronésia (PTMAC), inaugurada há alguns meses nas Canárias, baseou-se numa transferência de conhecimentos sobre tecnologias de investigação para as várias empresas relacionadas com a agro-alimentação que integram o projeto.

Outro destaque que marcou a presença da UAç neste fórum, segundo o professor universitário, foi a mostra de "ideias muito interessantes de inovação na área dos laticínios" que têm sido desenvolvidas por aquela universidade nos últimos anos.

David Horta Lopes diz mesmo que esta definição de estratégias consolidadas entre as várias regiões da Macaronésia e incidindo sobre vários temas é bastante importante, já que "dá a conhecer o trabalho que cada região faz" e "potencia um espaço de discussão e de estabelecimento de novos contatos" entre empresas e parceiros do projeto, que permitam até concorrer a projetos comunitários.

AÇORES NO FÓRUM

O Fórum Agro-Alimentar que decorreu na Madeira contou, então, além da participação das duas universidades dos arquipélagos portugueses, com participações da Universidade de La Laguna, do FEMETE, do Canary Islands Maritime Cluster, do Ministério do Ensino Superior, Ciência e Inovação de Cabo Verde, da Fundação Gaspar Frutuoso dos Açores e da ARDITI.

A cargo dos investigadores da UAç estiveram as apresentações "Trabalhos desenvolvidos nos projetos INTERFRUTA II, BIOMUSA, GERMOBANCO II e CABMEDMAC e a transferência de conhecimentos da investigação para os produtores", de David Horta Lopes, "Laticínios açorianos: inovação com base na tradição", de Sandra Câmara e Marina Lopes, e "Valorização de desperdícios agrícolas e de indústrias agroalimentares", de Duarte Toubarro.
Participaram também neste fórum os diretores regionais da Agricultura, Fernando Sousa, e da Ciência e Tecnologia dos Açores, Nélson Simões.

O projeto Plataforma Tecnológica Macaronésia irá, então, continuar a discutir temáticas essenciais para as regiões ultraperiféricas, desta feita na ilha Terceira no próximo mês de outubro, no âmbito do Fórum de Biodiversidade e Turismo.

Fonte: Diário Insular

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos