Economia

Problema do Porto de Ponta Delgada deveria estar resolvido na Praia

  • 8 de Julho de 2015
  • 702 Visualizações, Última Leitura a 20 Julho 2018 às 16:21
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O presidente da Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo, Sandro Paim, considera que o problema do congestionamento do porto de Ponta Delgada teria sido resolvido se tivesse sido implementada a criação da plataforma de carga no porto da Praia da Vitória.

"Cerca de 90 por cento da mercadoria que chega à Região passa pelo porto de Ponta Delgada antes de chegar às outras ilhas. É claro que isso provoca o congestionamento do porto de Ponta Delgada", afirmou.

Sandro Paim lembrou que em 2010 o Governo Regional e o parlamento açoriano aprovaram legislação para que fossem criadas plataformas de carga em Ponta Delgada e na Praia da Vitória.Tendo em conta esse quadro, o porto de Ponta Delgada deixava de receber a carga destinada à Terceira e às restantes ilhas do grupo central.

"Não consigo compreender por que isso nunca foi feito, até porque o porto da Praia da Vitória utiliza atualmente apenas cerca de 30 por cento da sua capacidade, enquanto em São Miguel se fala num novo porto porque o que existe em Ponta Delgada está congestionado", disse.

De acordo com Sandro Paim, "também é difícil entender por que razão é que a trasfega de um contentor no porto da Praia da Vitória chega a ser 60 por cento mais cara que em Ponta Delgada. Assim não admira que os operadores não queiram vir para a Terceira."

Para Sandro Paim, trata-se de uma situação "inconcebível", uma vez que os dois portos são geridos pela mesma empresa pública - a Portos dos Açores.

"Se o Governo Regional tem de facto a intenção de implementar o que aprovou em 2010, tem que tornar o porto da Praia da Vitória mais competitivo", adiantou.

Embora reconheça o direito dos empresários micaelenses reivindicarem a construção de um novo porto na ilha, Sandro Paim advoga que essa é uma forma de "promover o centralismo" e de desaproveitar a capacidade que existe noutras na Região.

"Somos uma Região com nove ilhas. Temos que potenciar as infraestruturas que temos em todas elas e não concentrar tudo apenas numa como parece que é aquilo que se pretende", acrescentou Sandro Paim.

GESTÃO PRIVADA

O presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Roberto Monteiro, defendeu, segunda-feira, que a gestão do porto da Praia deve ser entregue aos privados.

Para Roberto Monteiro, "a internacionalização do porto comercial contribui significativamente para a dinamização do mesmo na medida em que reforçará o seu papel na captação de investimento externo e potenciando o aumento das exportações".

Além disso, "permitirá ganhos de eficiência no porto, maior competitividade, melhores preços, maior dinâmica de tráfego e uma maior promoção do porto nos mercados internacionais", servindo também para se perceber, "de uma vez por todas, se o porto da Praia é ou não apetecível para os operadores internacionais", disse o presidente do município.

Fonte: Diário Insular

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos