Economia

Governo Regional ignora auto-aprovisionamento

  • 15 de Dezembro de 2009
  • 227 Visualizações, Última Leitura a 19 Setembro 2017 às 15:13
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O PSD/Açores acusou ontem o Governo Regional de “falta de respeito pelos açorianos”, dado “o constante silêncio mantido sobre uma questão essencial como é a auto-suficiência alimentar”.

O assunto motivou já o envio de dois requerimentos dos sociais-democratas à Assembleia Legislativa que pretendem saber “qual o grau de auto-aprovisionamento alimentar da Região”, assim como “a evolução daquele indicador nos últimos dez anos”.

Segundo o deputado António Ventura, “depois de, já por duas vezes, as respostas não nos terem sido fornecidas, o PSD manifesta-se de novo sobre a matéria, apesar de o ter feito em Março de 2008 e já em Agosto deste ano, há quatro meses portanto, primeiro sem resposta do anterior executivo, e depois por parte do actual governo, igualmente da responsabilidade do partido socialista”.

O deputado adiantou que “a bancada do PSD já levou, durante a legislatura terminada em 2008, todas estas preocupações ao parlamento açoriano para obter os devidos esclarecimentos e saber das intenções do governo que, todavia, apenas manifesta um profundo silêncio sobre a matéria, impedindo o debate, e voltando a não responder, já este ano, às questões, no que mostra falta de respeito pela acção dos deputados”.

De acordo com António Ventura, “os Açores conseguem ser auto-suficientes em leite, carne e peixe, todavia, em outros produtos como os hortícolas, as frutas ou as matérias-primas como o milho, o grão, e o trigo temos de recorrer à importação”.

Segundo o deputado social-democrata, é esse grau de auto-aprovisionamento, de um país ou de uma região, “que mede, segundo um dado produto, a dependência relativamente ao exterior ou a sua própria capacidade de exportação, um aspecto que nos tempos que correm, nos preocupa, pois o aprovisionamento alimentar regressou efectivamente à ordem do dia”.

António Ventura refere que foram solicitados sem sucesso ao executivo açoriano dados relativos ao consumo individual na região de leite e derivados, carne, hortícolas e frutícolas, com a respectiva evolução nos últimos dez anos.

Adianta que nos requerimentos foram solicitadas informações “se há acções previstas para aumentar o consumo das produções locais dos referidos alimentos”, e se, “no subsector da hortifruticultura, há medidas destinadas a aumentar a produção local”.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos