Economia

Congresso pretende Informações nas Lajes

  • 6 de Maio de 2015
  • 1374 Visualizações, Última Leitura a 22 Outubro 2018 às 23:55
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Congresso norte-americano tenta impedir o realinhamento de forças na Base das Lajes (redução) numa proposta legislativa a que DI teve acesso.Trata-se da proposta de orçamento da defesa para 2016. O documento prevê que nada se altere nas Lajes até que seja estudada a instalação na ilha Terceira de um complexo de análise de informação que está previsto para uma base dos Estados Unidos em Inglaterra.O documento, ainda em fase de relatório nas comissões especializadas, prevê que nenhuma verba seja investida no centro de informações previsto para Inglaterra sem que seja tirado a limpo se a Base das Lajes é ou não o local ideal para essa infraestrutura.


TEXTO EM INGLÊS

"This section would limit the Secretary of the Air Force from expending any funds authorized by this title that are associated with the construction of Joint Intelligence Analysis Complex Consolidation, Phase 2, at Royal Air Force Croughton, United Kingdom, until the Secretary submits a report on the continuity of operations considerations for the critical communications and intelligence capabilities located at or being located to Royal Air Force Croughton, United Kingdom. This section would also limit action to realign forces at Lajes Air Force Base, Azores, until the Secretary of Defense certifies that Lajes Air Force Base is not an optimal location for the Joint Intelligence Analysis Complex, or any of the critical communications or intelligence capabilities considered in the continuity of operations planning".


CONSEQUÊNCIAS

Se a proposta for aprovada, tanto os despedimentos programados como a restante redução na Base das Lajes ficam em banho-maria por tempo indeterminado, pelo menos até que seja concluído o estudo em causa, tarefa que pode implicar um ano de trabalho, segundo fontes contatadas pelo DI.A ser aprovada a proposta, será mais uma lei-travão para a redução na Base das Lajes. Desde 2012 que o Congresso e o Senado dos EUA vêm limitando a vontade militar de concretizar a redução, proibindo o uso de verbas do orçamento da defesa para esse fim.Os EUA já anunciaram a intenção de deixar na Base das Lajes apenas 378 trabalhadores portugueses, despedindo mais de 400. O número de voluntários para sair ultrapassa, porém, as necessidades.

 

Fonte: Diário Insular

Comentários

Não se esqueçam que isto é uma proposta para 2016. O que está a decorrer com as recisões por mutuo acordo pertence ao orçamento de 2015. Deixem de criar falsas expetativas às pessoas. Deixem as coisas correrem normalmente.


por jorge em 07/05/2015 às 08:47

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos