Economia

Sócrates descarta subida de impostos

  • 24 de Novembro de 2009
  • 205 Visualizações, Última Leitura a 22 Agosto 2017 às 14:49
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O primeiro-ministro garantiu que não haverá qualquer aumento de impostos em Portugal e que a proposta de Orçamento do Estado terá como prioridades o emprego e o crescimento económico.

"A principal preocupação da política económica do Governo é a recuperação económica e o emprego. Nesse sentido, não é compaginável com esses dois objectivos um aumento de impostos", afirmou hoje o primeiro-ministro José Sócrates, após a inauguração de uma central fotovoltaica do Mercado Abastecedor da Região de Lisboa, no concelho de Loures.

Entretanto, fonte do Executivo avançou à "Lusa" que o programa do Governo afasta qualquer subida de impostos até ao final da legislatura, em 2013.

"Pelo contrário, se o Governo tivesse margem, a sua política até seria no sentido de diminuir os impostos para estimular a crescimento económico e para o emprego", acrescentou o primeiro-ministro.

As declarações do chefe do Governo surgem no seguimento da afirmação do governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio, de que Portugal necessitará de aumentar os impostos para reduzir o seu défice até 2013. Este ano, o défice do Estado está estimado em 8%.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos