Economia

Tecnologia ajuda a ultrapassar ciclos de negócio que se vão manter imprevisíveis - estudo

  • 17 de Novembro de 2009
  • 222 Visualizações, Última Leitura a 19 Agosto 2017 às 18:35
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Mais de 90 por cento dos principais decisores das empresas acreditam que os ciclos de negócios na nova economia que está a emergir da crise internacional vão manter-se imprevisíveis nos próximos anos, revela um estudo hoje divulgado.

"Os principais decisores que responderam às 550 entrevistas em todas as regiões no mundo acreditam que as firmas que voltarem ao antigo modo de planeamento do crescimento e desenvolvimento de mercado serão ultrapassadas por aquelas que dominarem o uso da tecnologia num ambiente de negócios imprevisível", refere um estudo global elaborado da consultora Coleman Parkes Research em parceria com a HP.

O trabalho refere também que "as empresas confiam na tecnologia para as ajudar a ultrapassar os desafios decorrentes da imprevisibilidade do mercado e a antecipar as necessidades do seu negócio no futuro".

Sete em cada dez decisores acreditam igualmente que a nova economia que está a emergir da crise vai alterar o modo de estruturar e planear os negócios.

O estudo dá igualmente conta de que três em cada quatro líderes de empresas consideram que "o seu departamento de tecnologia é um dos elementos fundamentais para o sucesso do negócio".

Já oito em cada dez líderes pensam que a nova economia irá potenciar o uso generalizado das tecnologias para suprir as necessidades resultantes das condições de mercado.

"A tecnologia é a força que sustenta qualquer organização. Para alcançarem o sucesso, as empresas devem ser peritas na utilização das tecnologias, pois só assim conseguirão gerir mais facilmente a mudança e agarrar as oportunidades"" disse a vice-presidente-executiva da área de Negócios Empresariais da HP, Ann Livermore.

O estudo destaca também a mudança orientada para a inovação e a este nível refere que para 84 por cento dos líderes de empresas, a inovação é um factor crítico para o seu sucesso, no contexto da nova economia.

O documento refere também que dois em cada três líderes estão a utilizar a tecnologia para identificar novas oportunidades de negócio.

A exigência para uma rápida mudança demonstra que 80 por cento das empresas afirmaram que a sua abordagem negocial e tecnológica deveria ser "muito mais flexível", para suprir as necessidades imediatas dos consumidores.

Este estudo foi realizado pela Coleman Parkes Research em parceria com a HP e teve por base 550 entrevistas, das quais 150 com presidentes-executivos/directores gerais e 400 com peritos em tecnologia.

O trabalho de campo foi realizado entre Setembro e princípios de Outubro e apenas foram incluídas empresas com mais de 500 colaboradores.

Vinte e cinco por cento das empresas analisadas eram de média dimensão (500-999 colaboradores), sendo as restantes constituídas por mais de 1.000 colaboradores.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos