Economia

Executivo Camarário da Praia tomou posse ontem à noite – Monteiro promete alianças com privados

  • 3 de Novembro de 2009
  • 200 Visualizações, Última Leitura a 18 Agosto 2017 às 01:15
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Dinamização económica, Educação, Apoio Social, Qualidade de Vida e Ambiente orientam gestão autárquica na Praia nos próximos quatro anos.
O presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória promete uma aliança forte com os investidores privados do concelho, com vista à dinamização económica e consequente criação de empregos.

Roberto Monteiro, que falava no discurso de tomada de posse, ontem à tarde, nos Paços do Concelho, garantiu que o desenvolvimento económico da Praia da Vitória é uma das prioridades para os próximos quatro anos.

“Seremos o maior aliado dos investidores privados, quer por via da criação de parques empresariais, quer pela implementação de projectos específicos com a revitalização do comércio tradicional, a dinamização de feiras temáticas e o reforço do âmbito do gabinete de apoio ao investidor”, especificou.

O socialista, que reconquistou a autarquia a 11 de Outubro, adiantou ainda que a educação e a formação serão apostas estratégicas da edilidade, através da Academia da Juventude e da Escola de Artes, da nova escola profissional, da Universidade Aberta, da rede de Infocentros e da concretização de planos de actividades extra-curriculares para os alunos do 1º Ciclo.

“A nova escola das Fontinhas e a nova Biblioteca e Auditório municipais são projectos a construir, assim como a nova escola profissional”, disse.
Roberto Monteiro realçou ainda a solidariedade e o apoio social como linhas mestras da sua acção até 2013: rendas apoiadas (jovens e agregados com crianças e idosos), apoios à habitação degradada, dinamização de centros sociais e lares de idosos e construção de um centro de reabilitação, são projectos nesse âmbito.

O socialista garantiu ainda que nos próximos quatro anos será concretizada a 2ª fase da reaqualificação do bairro “Joaquim Alves” a construção de 60 fogos em Santa Rita e na Serra de Santiago.

“Queremos também consolidar a aposta no micro-crédito como instrumento de apoio à sustentabilidade das famílias carenciadas”, disse.
O Ambiente será outro dos cinco principais eixos da autarquia praiense entre 2009 e 2013.

Um programa de eficiência energética e medidas para a qualidade do abastecimento de água no concelho e a aposta concreta na gestão de resíduos são projectos a desenvolver, exemplificou o autarca.

Roberto Monteiro garantiu ainda a aposta na qualidade de vida no meio rural.

“O próximo mandato será também o período de retorno qualitativo dos grandes investimentos concluídos em em curso: o centro multi-serviços, a rede de creches e ATL’s, o Fundo de Coesão Rural, os novos arruamentos, a rede de pavilhões desportivos e a melhoria das acessibilidades no concelho são medidas a implementar”, sublinhou.

Roberto Monteiro realçou ainda a construção do passeio marítimo da Caldeira das Lajes e dos Biscoitos como obras bandeiras para este mandato, assim como a construção do parque de estacionamento urbano da cidade da Praia, a realificação dos imóveis municipais e o projecto de mobilidade.

“O progresso do concelho continuará a ser harmónico, ou seja, com forte investimento em todas as freguesias e coratos. Nunca fizemos e nunca faremos discriminações”, concluiu.


“Espero sermos sete vereadores e não cinco contra dois”

O presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória diz esperar uma “oposição dinâmica, construtiva e orientada para o progresso do concelho”.
Roberto Monteiro, que falava na tomada de posse do executivo da autarquia e da Assembleia Municipal, garantiu que se essa for a postura dos vereadores do PSD, a autarquia será liderada por um executivo de sete elementos.

“Esta é uma garantia que vos dou. Com uma oposição dinâmica, construtiva e orientada para o progresso do concelho, seremos uma equipa de sete e não de cinco contra dois”, sublinhou.

Ontem à tarde, Roberto Monteiro, Paulo Messias, Paula Ramos, Paulo Codorniz e Paulo Rocha tomaram posse como presidente e vereadores eleitos pelo PS; e Berto Cabral e Francisco Ávila tomaram posse como vereadores eleitos pelo PSD.

Depois, tomaram posse os 21 eleitos para a Assembleia Municipal da Praia (14 do PS, seis do PSD e um do CDS-PP). A estes, juntaram-se, por inerência, os 11 presidentes de Junta de Freguesia.

Francisco Oliveira foi eleito presidente da Assembleia Municipal. José Sebastião Lima e Dina Martins foram eleitos secretários. A Mesa foi eleita por 25 votos a favor e seis abstenções.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos