Economia

Mercado de Exportação de Cabo Verde

Breve contexto

  • Estado de Direito e estabilidade política.
  • Padrão de funcionamento europeu.
  • Crescimento significativo do nível de vida.
  • Índice de desenvolvimento humano muito superior ao do resto da África.
  • Funcionamento da Administração Pública regular e estável.
  • Segurança financeira no lançamento de concursos públicos.
  • Apoio das instituições financeiras internacionais (PNUD, BADEA, entre outros) para lançamento de concursos internacionais.
  • Parceiro da UE para convergência normativa e técnica, e desenvolvimento da sociedade de informação.
  • Membro da CEDEO e OMC – Comunidade Económica dos Estados de África Ocidental e da Organização Mundial do Comércio (respeito pelas normas de comércio internacionais e redução gradual de direitos de importação).

Forças

  • Sistema financeiro a funcionar e com domínio da banca portuguesa (BANIF, CGD).
  • Facilidade e rapidez na criação de novas empresas (ex. Casa do Cidadão).
  • Ausência de obrigatoriedade de quota de recursos humanos locais nas empresas.
  • Existência de mão-de-obra local qualificada e com grande mobilidade entre ilhas.
  • Voos diários de Lisboa e ligações diárias e eficientes entre as ilhas.
  • Boas relações institucionais e de cooperação entre Portugal e Cabo Verde.
  • Língua comum e forte ligação histórico-cultural.
  • Ensino superior idêntico ao português.
  • Plano Estratégico Sectorial das Energias Renováveis (PESER) em curso.
  • Incentivos fiscais e aduaneiros à produção independentes da energia renovável.
  • Ligação da moeda ao Euro.
  • Expansão crescente da construção imobiliária.
  • Elevada taxa de construção privada no sector do turismo.

Fraquezas

  • Mercado de reduzida dimensão.
  • Forte concorrência.
  • Abundância de comércio informal (brasileiro, chinês, entre outros).
  • Falta de informação qualificada sobre parceiros.
  • Técnicos qualificados são, na sua maioria, funcionários públicos, o que impede o seu recrutamento por empresas.
  • Custos elevados de transporte e logística.

Para vender e investir em Cabo Verde, é crucial ….

  • Ter atenção ao lançamento dos concursos nacionais e internacionais.
  • Dispor de agente no mercado que informe sobre a abertura dos referidos concursos.
  • Encontrar um parceiro local conhecedor das normas, assim como das entidades envolvidas no estabelecimento do negócio.
  • Ponderar a abertura de sucursal no mercado, ou criar empresa de direito cabo-verdiano, na medida em que é uma forma segura de implementar o negócio.
  • A contratação de mão-de-obra carece de inscrição prévia junto do Instituto da Previdência Social.

Numa relação negocial com o mercado cabo-verdiano, deve…

  • Deslocar-se ao mercado tantas vezes quanto necessário.
  • Ter em atenção que Cabo Verde se considera um mercado europeu.
  • Respeitar a exigência de contratação de seguro de acidentes de trabalho em qualquer obra.
  • Estar ciente de que a mão-de-obra não qualificada não é maioritariamente cabo-verdiana
  • Saber que deve inscrever-se na Ordem dos Arquitectos de Cabo Verde.

 

Para mais informações consultar os ficheiros a baixo.

 

Fonte: http://www.portugalglobal.pt/PT/Paginas/Index.aspx

 

Pesquisar