Comunicação e Eventos

Organizações Filnor e Fisiopraxis vencem prémios empresariais

  • 5 de Maio de 2009
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH) comemorou, a 30 de Abril, o seu 157º aniversário. A data foi celebrada com um jantar convívio, no Terceira Mar Hotel, que juntou cerca de duas centenas de convidados, entre órgãos sociais, núcleos empresariais, colaboradores e empresários associados da CCAH, e onde foram atribuídos dois prémios, Carreira e Empresa Empreendedora.

O Prémio Carreira foi entregue à empresa Organizações Filnor, que tem, actualmente, vários negócios na Ilha Graciosa, desde supermercados, pronto-a-vestir, loja de desporto, agência de viagens e loja de utilidades para casa e decoração.

O Prémio Empresa Empreendedora foi atribuído à empresa Fisiopraxis, pelas actividades inovadoras, nomeadamente a expansão da técnica de ginástica PNF-Chi na Região, bem como a desenvolvimento de uma linha de cosmética exclusivamente açoriana, criada em convénio para investigação com a Universidade dos Açores. Ambos os vencedores foram eleitos por votação online.

O jantar convívio contou, ainda, com duas palestras, pelo Presidente da CCAH e pelo Presidente da Associação Industrial Portuguesa (AIP). Sandro Paim realçou a importância da Associação Empresarial na “defesa intransigente dos interesses particulares e gerais dos seus Associados”, considerando que “hoje, mais do que nunca, a CCAH está preparada para o desígnio essencial da sua génese, ou seja, promover os interesses dos seus Associados”.

Relativamente às principais acções a desenvolver para 2009/2010, o presidente da CCAH dividiu-as em duas vertentes. Na óptica conjuntural realçou “o trabalho que a CCAH tem desenvolvido com o Governo Regional na adopção de medidas que reduzam o impacto do constrangimento económico, derivado da crise internacional”. E numa óptica mais estrutural da economia, para uma implementação de médio prazo, destacou “o trabalho que a CCAH tem desenvolvido”, de que são exemplos “o Plano Açores Logístico, a requalificação do tecido empresarial e seus colaboradores e a aposta na inovação e tecnologia”.

Por seu lado, o Presidente da AIP, comendador Jorge Rocha de Matos, apelou à “capacidade de união empresarial” e na “aposta para a qualificação e inovação”, alertando para a necessidade de uma “articulação inteligente entre estratégias empresariais alicerçadas no conhecimento e boas políticas públicas”, com vista a uma “diversificação das exportações nacionais” e ao “reforço do euro-atlantismo”.

Pesquisar

Mais recentes na Galeria

Ver Galeria