Comunicação e Eventos

Decisão do tribunal arbitral prejudica economia do Grupo Central

  • 3 de Dezembro de 2012
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *
Tendo em conta a notícia publicada no Diário Insular de 30-11-2012, relativamente à decisão do Tribunal Arbitral, que veio estabelecer os serviços mínimos a realizar pela SATA em consequência da greve convocada pelo SITAVA para a realização de trabalho suplementar e feriados entre 15/11/2012 e 21/12/2012, a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo não pode deixar de mostrar a sua indignação relativamente à decisão que foi tomada para os serviços mínimos a assegurar nos feriados de 1 a 8 de Dezembro, em que apenas é assegurada a ligação na rota Lisboa/Ponta Delgada/Lisboa.

É inadmissível que se possa pensar como necessários, adequados e proporcionais à satisfação das necessidades do transporte aéreo de passageiros e bens essenciais à economia regional, como serviços mínimos os fixados, esquecendo por completo uma ligação aérea com o Continente para o Grupo Central.

A decisão do Tribunal Arbitral não vem de encontro com o que se deveria entender como serviços mínimos e traz graves prejuízos à economia regional, nomeadamente ao Grupo Central.

Pesquisar

Mais recentes na Galeria

Ver Galeria