Comunicação e Eventos

Ano de passos decisivos para a competitividade do turismo na Região e para a mobilidade dos Açorianos

  • 20 de Dezembro de 2010
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

“2010 está a ser um ano de passos concretos para o aumento da competitividade do turismo na Região e para o aumento da mobilidade dos Açorianos” é esta a convicção de Sandro Paim, presidente da Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH).

Nos últimos anos, a Câmara do Comércio tem vindo a trabalhar no sentido da alteração das obrigações de serviço público com vista a permitir o abaixamento das tarifas aéreas que agora vemos concretizado. Já em 2009 a CCAH defendia a redução das tarifas aéreas para valores muito próximos dos 100 euros de forma a potenciar o aumento da mobilidade.

Este ano está a ser um ano decisivo em diferentes vertentes. No que diz respeito ao turismo concretizou-se a criação de pacotes atractivos, com a campanha do VisitAzores com Voo Incluído que permitiu a comercialização de pacotes turísticos a preços muito competitivos tornando os Açores num destino muito mais apetecível, através de um novo canal de comercialização. Não podemos também esquecer, a promoção e aumento de notoriedade do destino Açores alcançadas com o evento “As 7 Maravilhas de Portugal.” 

E vemos agora concretizada a redução das tarifas promocionais para os residentes e não residentes permitindo o aumento da mobilidade e acessibilidade nos Açores, com a introdução de novas tarifas nos voos entre os Açores e o continente. A CCAH acredita que a contínua evolução deste modelo de obrigações de serviço público irá contribuir para o aumento da competitividade do destino Açores, garantindo contudo as necessidades de todos os Açorianos.

Acreditamos que os Açores estão de parabéns pelo esforço conjunto entre GRA, SATA e TAP que merecem igualmente as nossas felicitações. Estes foram passos decisivos para um caminho que ainda temos de continuar a percorrer de forma que estas tarifas sejam cada vez mais generalizadas.

Sandro Paim defende que é preciso alargar agora este tipo de tarifas às ligações inter-ilhas, para promover o turismo interno.

Pesquisar

Mais recentes na Galeria

Ver Galeria